Alura entrevista: Vinicius Brito

(Last Updated On: 12 de setembro de 2016)

Fala Vinicius, beleza? Diz pra gente o seu nome completo, por favor.
Vinicius Brito de Paulo.

Mora em qual cidade atualmente?
Bauru, SP.

Estuda? Qual instituição e curso?
Sim, Fatec-Bauru, no curso de Banco de Dados.

Trabalha atualmente? Qual o seu cargo?
Pode se dizer que sim rsrs, pois estou afastado.
Mas trabalho como desenvolvedor Front-End.

Como foi seu contato com a área de TI?
Meu primeiro contato foi quando consegui meu primeiro computador quando eu tinha meus 14 anos. Lembro que era um Celeron D(básico), já bastante curioso queria saber como funcionava e fui logo abrindo o PC.
Depois conheci as paginas web e queria saber como isso funcionava. Que felicidade quando conseguir fazer aquele primeiro alert(“Hello Word !!”).

E porque começou a desenvolver em Front-End?
Me adaptei melhor ao Front, não que eu não saiba de back. Antes do desenvolvimento eu trabalhava como Suporte de TI e sempre queria ir para equipe de desenvolvimento como qualquer estagiário, mas certo dia pintou uma oportunidade> um grande amigo Zé(@J_Zes) me chamou para trabalhar com ele.

Meio inseguro demorei para dar a resposta com aquele pensamento “Nossa será que sou realmente capaz de trabalhar como programador ?”. E sim, qualquer pessoa é capaz basta ter força de vontade e acreditar no seu potencial. Hoje no meu trabalho temos uma equipe de 4 pessoas e são os melhores desenvolvedores, já deixo o meu abraço ao (Eloi, Zé e Kennedy)

Seu objetivos no Front-End quais são?
Não só o Front-End mais também Back-End. Venho correndo atrás bastante para sempre aprender mais. Meus principais objetivos são melhorar meus conhecimentos em Front-End com programação funcional, sempre tentando fazer o melhor Html, Css, JavaScript e utilizando as melhores ferramentas.

Quais linguagens você utiliza?
No meu trabalho a linguagem utilizada é Java e banco é Postgres. Então conhecimento em Java, JSF, Primefaces e outros derivados é necessário. Também faço alguns freelas utilizando PHP, Angular.
Mas o que realmente estou gostando é a pegada do NodeJs e as distribuições hibridas (PhoneGap e Ionic), e outras coisas como por exemplo MongoDB, Firebase, Android.

Quais foram as maiores dificuldades que você teve durante toda a sua trajetória?
Acho que a maior dificuldade está acontecendo agora, pois recentemente descobri que estou com câncer e venho lutando contra isso. No dia que descobri foi complicado, mais no outro dia pegue meu notbook e fique desenvolvendo no hospital mesmo, não queria nem saber rsrsrs.

Quais são seus planos para o futuro?
Melhorar meus conhecimentos e terminar minha plataforma que comecei fazendo no hospital(internado). Ainda está em desenvolvimento mais está disponível para testes em http://freelafree.kinghost.net.

Existem outros projetos que você está desenvolvendo ou pretende desenvolver atualmente?
Sim. Além do freelafree, estou desenvolvendo uma aplicação de slide em tempo real feito em NodeJs, um aplicativo de localização de pessoas com PhoneGap, um gerenciador de arquivos e também meu TCC que será um sistema de replicação de dados entre Mysql e MongoDB feito em Python.

Para quem quer começar a programar, o que você sugeriria?
A primeira coisa é não desistir dos seus objetivos!

Busque a cada dia aprender mais, o meu amigo Zé(@J_Zes) uma vez me disse: nunca faça do jeito mais fácil, mais sim da melhor maneira, busque conhecimento e o diferencial.

A Alura é um ótimo lugar para quem quer começar e tem um ótimo suporte.

Fique por dentro

Content Editor at Alura and Software Developer

  • Linda historia.
    Superação isso é que importa.

  • Paulo Silveira

    Vinicius, legal ter você na Alura estudando com a gente. Força!

  • Júlio Barreto

    Boa garoto!
    Já é um exemplo!
    Sucesso

  • Alex Felipe

    E ainda tem gente que coloca centenas de barreiras para estudar… Sendo que tem a saúde “100%”…

    Isso é um ótimo exemplo para todos!

  • O passado não importa. Buscamos o futuro tomando cada dia como um presente, uma dádiva.
    Parabéns pela sua história Vinicius.

    Como diria MV Bill: “Desafio é o que move a minha vida, minha mãe tá gostando do que vê.
    O futuro é agora, quem sabe faz agora e não espera acontecer!”.

Próximo ArtigoQuando usar == ou === em php?