Aprender duas linguagens de programação ao mesmo tempo?

(Last Updated On: 16 de fevereiro de 2017)
  • Uma, duas, três linguagens. Quantas linguagens devemos aprender para começar a trabalhar? E quantas aprendemos logo de cara?

Tudo bom, Henrique? Esta é uma pergunta bem válida: vale mais a pena aprender logo de cara duas linguagens ao mesmo tempo ou me aprofundar em apenas uma e só depois começar uma segunda?

Um primeiro ponto mais importante do que aprender a linguagem é entender lógica. É entender como podemos modelar os nossos problemas de uma maneira lógica.

No final das contas é definir algoritmos. Isto pensando em uma linguagem para, aí sim, estarmos prontos para ir para uma próxima.

Se vou, por exemplo, contratar uma pessoa, tendo conhecimento básico ou avançado, mais importante que o domínio de uma linguagem, é a pessoa ser capaz de entender aquilo que estou passando para ela e traduzir para uma linguagem.

Tendo isso em vista e voltando para sua pergunta, eu focaria primeiro em uma linguagem, ser capaz de responder diversos tipos de problemas em uma para passar para a próxima.

Quando estamos nessa transição, percebemos algumas características que mudam na maneira de modelarmos o algoritmo ou uma solução. Um if ou um else podem ser muito parecidos de uma linguagem para outra, mas as soluções podem ser completamente diferentes.

Se não temos bem claro em nossa cabeça como resolver um problema em uma linguagem, teremos mais um problema se tentarmos com outra linguagem. Vence uma barreira por vez.

Isso não significa que você deva esperar 5 anos para começar a aprender uma segunda linguagem, até porque a maior parte das aplicações do mundo tem alguma conexão com a Web. Ou seja, se faz necessário saber uma linguagem back end e outra front end, como Java e Javascript respectivamente.

Perceba que esta já é uma oportunidade de modelar problemas em linguagens diferentes, como queries em SQL e HQL, por exemplo. Ou ainda surgirão problemas como analisar, filtrar, selecionar, somar, agrupar elementos em Java e, ao mesmo tempo, pegar esses elementos da minha página e fazê-los interagirem com o usuário em Javascript.

Perceba que já existirão diversos desafios. Por que, então, eu iria querer aprender alguma outra linguagem back end nesse instante? Repare que no primeiro ano de aprendizado, por exemplo, se estou no mercado Web, já tenho, no mínimo, 3 linguagens para aprender:

  • Uma para o Back End
  • Uma de Query para o banco de dados
  • Uma para o Front End

Pra que aprender mais uma? Nos primeiros seis meses, se você se dedicar muito para aprender uma linguagem, mas muito mesmo, tudo bem. Talvez valha a pena aprender mais uma.

Veja que se em um ano você aprender bem essas três linguagens você estará na frente de muita, mas muita gente mesmo. Isso acontece porque não é costume nos dedicarmos tanto assim no primeiro ano.

Então minha sugestão é essa: em vez de aprender Java e C#, ou Java e Ruby, etc ao mesmo tempo, escolha uma para o back end, uma para o front e uma para o banco de dados e se dedique a essas três. Você irá perceber o quão melhor você vai ser depois de seis meses ou um ano.

No fim das contas, minha sugestão ficou em você aprender três linguagens que sigam esta ideia: uma para cada parte dos processos. Quando se sentir confortável, passe para a próxima linguagem. Até lá, aprofunde-se!

Tech Education Leader no Alura

Próximo ArtigoConheça 10 dicas surpreendentes para usar o GIMP