Como fazer um perfil de alta qualidade no Linkedin e atrair mais trabalhos?

(Last Updated On: 7 de julho de 2017)

Você é um dos 29 milhões de brasileiros que estão no LinkedIn? Se a sua resposta é positiva, excelente! Temos boas dicas para você. Caso a sua resposta seja negativa, acompanhe o conteúdo de hoje com o dobro de atenção.

Não é exagero: ter um perfil de alta qualidade no LinkedIn pode ser decisivo para conseguir um emprego. Hoje em dia, muitas empresas nem olham mais para o currículo tradicional, indo direto para essa rede social.

Sendo assim, é melhor criar um perfil turbinado, não é? Para ajudá-lo, preparamos algumas dicas. Confira!

Tenha uma boa foto de perfil no LinkedIn

Talvez você tenha o costume de tirar selfies e divulgar pelo mundo digital. Isso é bom, porque dá a você uma certa intimidade com a câmera. Mas, para o LinkedIn, a história é um pouco diferente.

A ideia é que, para uma rede social de trabalho, sua foto demonstre profissionalismo. Para isso, evite retratos com elementos como perucas, óculos engraçados ou caretas. Busque um fundo mais neutro e mostre mais o rosto — não é necessária uma foto de corpo.

Não se esqueça de um detalhe muito importante: um belo sorriso, que seja sincero e cativante. Nada de sorrisos amarelos e forçados, certo?

Decida qual é o seu título profissional

Logo abaixo da foto, estará o seu título profissional. O que isso significa? Que ali, no topo do perfil, estará descrito o seu cargo atual ou, então, a posição que deseja ocupar.

Para isso, o importante é ser direto e usar palavras-chave relacionadas ao cargo. Essa informação será fundamental para que possíveis contratantes o identifiquem como a pessoa que estão procurando.

A propósito, para quem está trabalhando, é válido colocar no título o nome da empresa. Portanto, a estrutura básica é a seguinte: cargo mais empresa.

Já para quem não está com um emprego no momento, a dica é evitar termos como “desempregado” ou “em busca de uma oportunidade”, pois são verdadeiros repelentes de contatos. Opte por incluir seu último cargo ou a área que estuda na faculdade.

Faça um resumo primoroso

Na área de resumo você pode vender o seu peixe. Portanto, use esse espaço com sabedoria e dedicação. Mas, o que escrever?

Trata-se de uma seção para se apresentar e contar um pouco sobre interesses, conhecimentos, áreas de atuação e trabalhos. Você tem até 2 mil caracteres para isso — ou seja, espaço suficiente.

Vale lembrar, porém, que autoelogios e excesso de adjetivos não pegam nada bem. Busque originalidade e criatividade, mas não perca a humildade de vista.

Ainda temos mais uma dica, já que a ideia é que você seja encontrado por empresas e outros contatos: use palavras-chave estrategicamente. Se a sua área é design, por exemplo, empregue termos relacionados, como design web, UX design, entre outras.

Relate com detalhes suas experiências

Essa é uma parte do perfil do LinkedIn que deixa muita gente com os cabelos em pé. Isso porque paira uma dúvida quanto a ser mais objetivo ou detalhar mais as experiências.

Já que a ideia é que você se mostre para a comunidade, quanto mais rico for o conteúdo, melhor será. Logo, procure detalhar cada experiência profissional — sem ser prolixo — com atividades realizadas, resultados alcançados, conhecimentos e tudo o que ocorreu no período.

Para quem está em início de carreira, a dica é relatar sobre os estágios. Cite, inclusive, os acadêmicos e voluntários, pois, para essa fase, tudo é importante.

Adicione competências

Uma das áreas mais interessantes e simples do LinkedIn é a dedicada às competências. Nessa parte, você deve adicionar diversas habilidades e, depois, suas conexões poderão recomendar você por elas.

A dinâmica é muito simples: basta digitar uma palavra relacionada à sua área de atuação no campo escrito “adicionar competência nova”. Ao digitar esse termo, aparecerão outros relacionados.

Escolha aqueles que têm tudo a ver com sua pretensão (cerca de 10 opções). Pronto, suas habilidades já estarão listadas! Legal, não é?

Customize sua URL de perfil

Outra funcionalidade do LinkedIn que contribui para a criação de um perfil de alta qualidade é a customização da URL. Isso mesmo: a plataforma permite que você tenha um endereço próprio de perfil com o seu nome.

Essa possibilidade demonstra mais profissionalismo e deixa a sua página completa. A alteração é simples — basta acessar a área de edição e criar a sua URL amigável.

Participe de grupos do seu interesse

Há grupos para todas as áreas de interesse no LinkedIn. Participar deles é uma forma de fazer networking, acompanhar atualizações de mercado e adquirir conhecimento.

Procure pelos mais interessantes e faça parte. Procure interagir com os participantes, envie perguntas e ajude os demais quando houver oportunidade. Além dos benefícios já citados, pode ser que um recrutador o encontre por ali, o que seria muito bom, concorda?

Siga empresas e personalidades

Uma das vantagens do LinkedIn é a possibilidade de se conectar com organizações e personalidades, como grandes empresários e especialistas de diversas áreas. Quanto às empresas, essa é uma oportunidade de acompanhar suas novidades e, até mesmo, a publicação de vagas — que, em diversos casos, só ocorre nessa rede social.

Já em relação aos demais, é interessante seguir suas postagens, suas ideias e seus pensamentos. Afinal, acompanhar quem é líder de mercado é sempre proveitoso, não é mesmo?

Atualize com frequência seu perfil no LinkedIn

Uma das vantagens de ter um currículo na internet é a agilidade na divulgação de seus dados. Com apenas alguns cliques, todo mundo pode conhecer o seu perfil profissional e, a partir daí, há a chance de boas oportunidades de trabalho surgirem.

Mas, para que isso realmente aconteça, é preciso ficar de olho na atualização frequente (não exatamente todos os dias, mas sempre que houver alguma alteração). Informe qualquer mudança de cargo ou empresa, uma nova competência adquirida, um curso recente e tudo o que possa acrescentar valor ao seu perfil.

Além disso, você pode postar atualizações, artigos interessantes, infográficos e até mesmo o link do seu portfólio para manter mais proximidade com seus seguidores. Lembre-se daquela máxima: quem não é visto não é lembrado. Pois é, aparecer por lá de vez em quando ajudará na sua visibilidade.

Entretanto, tenha cuidado com as postagens, já que essa é uma rede profissional. Nem cogite piadinhas ou assuntos que não acrescentam valor ao seu público. Tenha muito cuidado com o que o vai postar. Entendido?

Gostou das nossas dicas para fazer o seu perfil no LinkedIn? Compartilhe este conteúdo nas redes sociais — inclusive no próprio LinkedIn — e ajude seus amigos a melhorarem a página deles!

FIQUE POR DENTRO

Impulsionadora de negócios através do Marketing Digital e Social Media apaixonada pelo poder do conteúdo.

Conheça o blog da Priscila Stuani e fique por dentro de assuntos sobre marketing digital, marketing pessoal, personal branding e carreira profissional!

  • Kaique Xavier

    Muito bom !

Próximo ArtigoAfinal, quando posso usar o flat design?