Conheça o projeto #PartiuDoarSangue

(Last Updated On: 18 de julho de 2017)

Hoje temos um post do nosso aluno Thiago Abreu contando um pouco sobre o seu projeto #PartiuDoarSangue que se trata de uma plataforma para incentivo e otimização da captação de doadores de sangue, muito bacana, né?

Aproveitamos esse contato e fizemos uma entrevista com ele para saber mais do projeto, ou seja, o que ele estudou e os desafios que aconteceram no meio do caminho. Tá interessado em saber mais? Então continue a leitura!

Sou Thiago Abreu Rodrigues, moro em Sete Lagoas, MG. Atuo como desenvolvedor Full-Stack. Sobre hobbies, curto muito minha família, tomar uma gelada com os amigos, e estudar sobre inteligência artificial.

O que é o projeto #PartiuDoarSangue?

O projeto surgiu da parceria entre eu e meu amigo Orlando, com o objetivo de criar alguma solução que alinhasse a utilização da tecnologia com melhorias para população.

Assim nasce o #PartiuDoarSangue que é uma plataforma com o objetivo de otimizar o processo de captação de doação de sangue.

Para isso foi criado um site e um app (Está disponível apenas para Android, mas vamos liberar até o fim de 07/2017 para IOS.) que permite às pessoas com necessidades de doação de sangue realizem pedidos, assim a plataforma cruza as informações e notifica os doadores aptos a realizar a doação.

Além da plataforma somos extremamente ativos nas redes sociais como Facebook, trabalhando sempre a conscientização das pessoas sobre o tema para a captação de novos doadores.

Além disso a plataforma permite aos doadores gerenciar suas doações, obter informações sobre doação, locais para doação e participar de campanhas. Estas campanhas podem ser realizadas por instituições públicas ou privadas que apoiam a causa.

Com tudo, acreditamos que os hemocentros também precisam de um apoio maior para captar doadores de forma mais simplificada, assim disponibilizamos também para os hemocentros uma área administrativa para facilitar esta captação.

Durante o desenvolvimento do projeto, quais tecnologias estudou e por que?

Além de ser um projeto muito gratificante pelo seu objetivo, este projeto possibilitou um grande aprendizado e aperfeiçoamento dos meus conhecimentos na área de desenvolvimento.

Eu tinha um bom conhecimento com a linguagem Python juntamente com o Framework Django, apenas com estes conhecimentos observei que não conseguiria fazer uma plataforma do nível que imaginava como ideal.

Foi então que tomei a decisão de utilizar o Django apenas como backend e servir minhas funcionalidades através de APIs Rest. Com isso, foi possível criar uma certa flexibilidade para possíveis integrações com sistemas legados de possíveis instituições parceiras.

Após esta etapa foi necessário escolher qual tecnologia implementar para o frontend, foi neste momento que eu escolhi o Angular JS por ser uma tecnologia de ampla utilização e fácil curva de aprendizado.

Esta decisão foi muito assertiva, pois permitiu um aumento significativo na produtividade e a possibilidade de liberar o projeto em menor tempo de desenvolvimento. Isto se deu pela escolha da tecnologia utilizada para implementar o aplicativo móvel.

Como utilizei o Angular na implementação do front, resolvi então conhecer e utilizar o Ionic. Além de ser híbrido permitindo a criação do aplicativo para várias plataformas utilizando um único código, este tem como principal forma de implementação o Angular JS.

Isso facilitou bastante a implementação pois várias regras e serviços que foram implementados no front, eu pude aproveitar no desenvolvimento do app.

Quais foram os maiores desafios durante o desenvolvimento?

O maior desafio foi sair da zona de conforto. Até o desenvolvimento desta plataforma, eu me considerava um desenvolvedor backend e muito limitado apenas aos conhecimentos em Python. Hoje me considero um desenvolvedor full-stack, pois consigo lidar bem tanto no back quanto no front.

Algum curso da Alura em específico foi essencial para o desenvolvimento?

Sou fã dos cursos da Alura, fiz 2 cursos de Iônic que foram essenciais para o desenvolvimento deste projeto.

Outro curso que me ajudou bastante e não envolve muito a área de desenvolvimento foi o curso de Lean Startup, pois adoro empreender e sou fã dos conceitos e forma de trabalhar das startups.

Tem algum objetivo futuro em mente com o seu projeto atual?

Através da evolução deste projeto foi possível conhecer outras pessoas, como o meu amigo Adriano que agora faz parte do nosso time e vem contribuindo imensuravelmente para o nosso projeto.

Ele nos mostrou outros projetos magníficos que possuem o mesmo objetivo de salvar vidas como o #LeucemiaZero, #DoeSangue, #DoarMedula entre outros.

Com isso nosso objetivo é poder cada vez mais ajudar a salvar vidas, contando sempre com o apoio da população e com organizações que visam sempre o melhor para as pessoas.

Quanto aos aspectos tecnológicos, novas implementações na plataforma estão a caminho e em breve serão disponibilizadas. Ainda existe muito a ser feito.

O que achou da história do Thiago? Compartilhe conosco nos comentários!

E que tal publicarmos também a sua história aqui no blog da Alura? Gostou da ideia? Então entre em contato conosco por e-mail no contato@alura.com.br 🙂

FIQUE POR DENTRO

Content Editor at Alura and Software Developer

Próximo ArtigoEntendendo o Material Design