Entenda o poder das imagens no marketing

(Last Updated On: 27 de julho de 2017)

As imagens são parte extremamente importante quando falamos de marketing, sobretudo nas áreas de marketing digital e de conteúdo. Pode parecer um clichê usar aquela máxima do pensador Confúcio, de que “uma imagem vale mais do que mil palavras”, mas nesse meio é uma grande verdade. O poder da imagem no marketing é forte.

As imagens têm um impacto bastante significativo por atingir um amplo número de pessoas e ter a sua “leitura” muito mais rápida, além de facilitar a assimilação do conteúdo. De fato, as pessoas se lembram de 80% do que veem e apenas de 20% se elas somente leem uma informação. Com isso, o uso de recursos visuais é uma forma de fixar elementos, inclusive a sua marca.

Para saber mais sobre marketing, com foco no marketing digital e de conteúdo, e o poder da imagem dentro dessa área, acompanhe o post com a gente!

Como o marketing funciona

O marketing e a comunicação abrangem áreas diversas, com o objetivo de tornar seus produtos, serviços ou mesmo a empresa mais conhecidos. O marketing ajuda a construir a imagem de uma marca, funcionando como uma espécie de elo entre ela e os clientes e sendo capaz de fortalecer essa relação.

O marketing digital

Toda ação de marketing realizada online pode ser chamada de marketing digital. A internet traz vantagens como a interatividade, o alcance global em um curto espaço de tempo e as métricas, através do controle de acessos e compartilhamentos.

O marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é responsável pelo maior engajamento entre as pessoas e uma empresa, pois gera conteúdos relevantes que atraem e agregam valor à marca. Isso porque o marketing de conteúdo pode trabalhar com dicas, soluções de problemas do cotidiano e outros tipos de informações que não necessariamente têm ligação com o que a empresa vende, o que gera maior confiança.

Entenda o poder da imagem no marketing

Para atingir seus objetivos, o marketing utiliza diversos recursos, inclusive as imagens, para se comunicar diretamente com o público de interesse. É uma forma de complementar o que foi dito ou, como é mais comum, de chamar a atenção das pessoas.

Além do mais, nem todo mundo tem tempo de dedicar-se a uma leitura mais extensa de uma informação nos dias corridos de hoje. A rotina puxada exige uma comunicação rápida, de forma que chame a atenção para o conteúdo da maneira mais objetiva possível.

Como o cérebro processa as informações em imagens 60 mil vezes mais rapidamente, é uma forma de conseguir a melhor transmissão da informação, em muitos casos.

O estímulo visual

Como 90% das informações transmitidas ao cérebro são visuais, as pessoas tendem a ser mais estimuladas visualmente.

Quem visualiza uma imagem que apresenta um conteúdo mais extenso, por exemplo, pode, diante dela, decidir se acessa o conteúdo e continua a leitura ou não.

Ou seja, no chamado marketing visual, a imagem se responsabiliza por transmitir uma prévia de tudo que a ação deseja comunicar. Além disso, ativa a curiosidade de quem visualiza e estimula a criatividade.

A fotografia nas redes sociais

Se uma postagem tem uma foto, a interação com ela tende a ser maior. Por exemplo, em uma rede social como o Facebook, o engajamento dos posts cresce com a existência de uma foto, aumentando as curtidas e também os comentários. De fato, o envolvimento em posts com imagens aumenta em cerca de 230%.

O mesmo acontece no Twitter, já que um tweet com foto recebe, em média, até 35% a mais de RTs. Diante disso, é possível entender o sucesso de outra rede conhecida: o Instagram.

Se você deseja anunciar algo na rede, entenda que um dos pontos principais deve ser promover a identificação com o público. E, em geral, a imagem é uma ótima forma de conseguir isso.

Boas práticas no uso das imagens no marketing digital

Para ter bons resultados, o uso de imagens não deve ser aleatório. Como toda informação a ser compartilhada com o seu público, ela também deve ser bem planejada. Além disso, é importante saber que a prática de utilizar imagens é relevante, mas pode não ser essencial em todas as áreas.

Com isso, é preciso ponderar e conhecer as boas práticas dessa possibilidade. Entre as questões mais destacáveis estão:

Cuidado com o direito de imagem

Para evitar problemas, utilize apenas imagens próprias ou que tenham permissão para uso. Você pode pagar por imagens de qualidade em bancos de imagem na internet, por exemplo.

O importante é ter atenção à licença de atribuição. Algumas permitem o uso gratuito e livre, inclusive com modificação e para fins comerciais — e são estas que devem ser empregadas.

Também vale considerar fazer uma conta em um banco de imagens e pagar para ter o direito delas. Os planos são acessíveis e garantem que você possa utilizar os elementos dentro das regras.

Atente para a edição

Para garantir o potencial dessa abordagem, não se esqueça de ter uma edição de imagem de alta qualidade. Se possível, conte com a ajuda de um profissional para conseguir resultados melhores.

Como a qualidade faz toda a diferença para a sua peça, tenha cuidado com a resolução, com os elementos utilizados e até com o redimensionamento para que não fique desproporcional.

Além de tudo, busque a originalidade, de modo a imprimir a personalidade da sua marca no uso desses recursos.

Dê um propósito útil às imagens

Estudos revelaram que as pessoas prestam mais atenção em imagens, especialmente se elas carregam informações. Infográficos, por exemplo, possuem 3 vezes mais engajamento do que qualquer outro tipo de conteúdo.

Com isso, também vale a pena pensar em dar um propósito útil e diferenciado para as imagens. Crie tutoriais, apresente dados e faça considerações importantes utilizando os recursos visuais.

Isso enriquece a sua estratégia de marketing e garante melhores resultados de alcance e de engajamento. Porém, é necessário usar isso pontualmente, quando realmente fizer sentido e não somente em busca de resultados.

Pense na relação direta

Uma imagem que não seja convergente com o conteúdo ou com a identidade do seu produto ou serviço pode fazer com que o seu público se decepcione e deixe a página antes mesmo de saber mais. Por isso, desperte a curiosidade e cumpra com o que propõe.

Não use as imagens para ludibriar, como ao usar fotos que não correspondem ao assunto tratado ou, pior, que não são do seu produto. Aposte, acima de tudo, na confiança como um fator para o sucesso.

Para relacionar-se melhor com o consumidor um bom trabalho de marketing é fundamental. Utilizando o poder da imagem em suas ações, essa atuação pode ser ampliada.

Gostou do post? Aproveite para seguir a gente em nossas redes sociais: Facebook, Twitter, LinkedIn, YouTube e Google+.

FIQUE POR DENTRO

Impulsionadora de negócios através do Marketing Digital e Social Media apaixonada pelo poder do conteúdo.

Conheça o blog da Priscila Stuani e fique por dentro de assuntos sobre marketing digital, marketing pessoal, personal branding e carreira profissional!

Próximo ArtigoQuando usar progressive web apps?