Exportando arquivos no After Effects pela primeira vez

(Última atualização em: 23 de junho de 2016)

Criar uma animação no After Effects é um processo demorado, exige muita dedicação e depois de semanas trabalhando incansavelmente em cada detalhe, chega a hora mais prazerosa: dar o play naquele bendito .mp4, subir no Youtube, Vimeo, mandar pro cliente, basicamente apreciar o momento de glória que é finalizar uma animação.

Desde que comecei a trabalhar com o After Effects vejo que uma das razões principais pelas quais as pessoas travam no inicio de seus estudos é simplesmente o fato de não conseguir exportar o resultado final de tudo que criou. Ou não entender esse processo. É uma situação extremamente frustrante que distancia iniciantes da parte mais prazerosa: assistir o resultado final!

1

Eu trabalhei em toda a minha animação e agora é o momento de colocar no Youtube e salvar uma versão mais leve para pré-visualização. É hora de fazer o arquivo de vídeo propriamente dito, já que o Youtube não lê .aep e nem todo mundo que vai pré-visualizar tem o After Effects instalado. Para isso seguimos a sequência normal de quase todo software de manipulação gráfica e de vídeo: vamos ao menu Arquivo e a opção Exportar está logo ali, então é só clicar para exportar. Bom, não é isso que acontece, recebemos algumas opções estranhas logo de cara e nenhuma delas é “Exportar arquivo”.

2

Por que tão complicado?
Acontece que o After Effects é bastante utilizado na composição de cenas e preparo de recursos para serem importados para outros programas, agora imagine que você precisa exportar vários recursos de uma mesma animação, como você faria? Um por um? Apertando exportar em cada um deles? Não! Muito trabalho!

O ideal seria exportar todos de uma vez, mas se eu tentar fazer isso a memória do meu computador não vai dar conta, então qual a segunda melhor coisa!? Eu preparar todos e eles serem exportados aos poucos, como em uma fila! Por isso uma das opções é “Add to Render Queue” ou “Adicionar à fila de renderização” – para facilitar nossa vida a Adobe deixou a exportação por fila.

Acabaram nossos problemas! Basta adicionar à fila e aquela Janela linda de exportação vai aparecer, certo? Errado, mas pelo menos agora o que acontece é realmente uma fila, bem confusa por sinal, mas uma fila. 3

Poderíamos precisar exportar vários elementos para o uso em outros softwares, em diferentes resoluções para, por exemplo, utilizar uma versão mais leve na edição e depois substituir por uma versão em alta resolução. Então podemos querer configurar cada um desses aspectos de resolução para cada vídeo que exportamos. Por isso, a configuração de exportação é individual nessa fila, mas em que lugar?

Obviamente no “Output To:”, é só clicar e … NÃO! Aí é onde nós definimos o lugar onde queremos salvar. Então só pode ser no “Render Settings:”, uhuu, achei a janela mágica. Mas espera: têm opções de qualidade e de resolução, mas não para escolher formato ou codec, nem nada assim! Essa janela está me enganando! A verdade é que algumas dessas informações estão no Render Settings, pois nessa janela vamos tratar de coisas mais técnicas mas não propriamente de formatos e codecs.

4

Mas e agora? Como exportar, se não era no render settings, o que nós queremos é definir o modo de saída desses vídeos, então podemos tentar usando o “Output Module:”, assim criamos um modulo de exportação para cada vídeo que queremos criar os arquivos, e no nosso caso são dois, um de pre-visualização para o Youtube e um segundo em alta qualidade para fazermos um GIF.

A definição padrão é a Loseless que cria um vídeo com o codec “Animation” de altissima qualidade que cria arquivos grandes, mas queremos o nosso para o Youtube e aí? Se clicarmos na palavra Loseless, a janela mágica aparece e, a partir daí, definimos todas aquelas pequenas coisas. Posso dar um “tamanho” diferente por aí, nessa composição, vou exportar um H264 com uma resolução e codec digno de Youtube, então Quicktime como formato final e vamos editar as opções desse formato, o codec h264 com 81% de qualidade. 5

Agora, eu quero salvar uma segunda versão nosso segundo vídeo(em alta), lembra? Para posteriormente fazer um GIF, podemos usar a pre-definição Loseless. Mas o que muda nesse caso? O codec. É a mesma composição e a mesma resolução. Para isso, vou apenas duplicar, clicando com o direito e selecionando “Duplicate” e alterar o formato clicando deixando na pre-definição “Loseless” mesmo, mas pera, eu estou criando duas exportações para a mesma coisa! 6

Será que não tem como fazer essas duas sairem juntas!? Deixar isso mais rápido e tratar essas duas exportações como o mesmo item, afinal elas são! Só estão com duas configurações diferentes, mas são a mesma coisa. Para isso ao inves de duplicar, vamos clicar no “Output Module” com o botão direito e selecionar a opção”Add output module” ou apenas clicamos no + logo ao lado, agora é só alterar a resolução e tudo certo!

7

Pronto, agora tenho meus arquivos exportados e o esquema de Exportação do After Effects faz muito mais sentido pra mim.

E ai, gostou desse post? Gostaria de aprender mais? Que dar uma conferida no meu curso de After Effects no Alura? 🙂

Próximo ArtigoLimpando lixo da memória em C