Quero trabalhar em uma startup. O que preciso fazer?

(Last Updated On: 26 de dezembro de 2017)

/

Seu objetivo é trabalhar em startup, mas será que você está fazendo tudo que poderia para alcançá-lo? Neste post, você vai aprender boas práticas para buscar um cargo na sua área e, ainda por cima, na startup dos seus sonhos.

Quer apostar que as boas oportunidades estão a apenas alguns passos de distância? Veja a seguir as atitudes que destacamos para auxiliá-lo a se alinhar ao seu objetivo.

Compreender o que é uma startup

Startups ficaram muito conhecidas nos últimos tempos devido ao seu rápido crescimento e à sua tendência à inovação, que chamam a atenção de muitos profissionais e empreendedores.

Esses novos modelos de negócios são formados por pessoas que arriscam em uma ideia irreverente que, quando bem-sucedida, pode cobrir uma demanda de mercado que muitos ainda não identificaram.

Por meio da tecnologia e de recursos digitais, na maioria das vezes essas novas empresas entram no mercado sendo escaláveis e replicáveis, além de conseguirem crescer em um curto período de tempo.

Se você ainda não tinha esses conceitos claros na sua mente e esse é o seu objetivo profissional, a primeira atitude a ser tomada é estudar mais sobre essa modalidade de empresa. Afinal, não adianta querer entrar em um jogo sem saber quais são as regras básicas, certo? Feito isso, veja os próximos passos.

Ter um bom currículo e portfólio

Startups são ambientes compostos por jovens como você, mas assim como essas empresas se diferenciam do mercado, os profissionais que conseguiram fazer parte delas também souberam se destacar.

Saber apresentar seu perfil profissional de maneira atrativa é, sem dúvidas, pré-requisito para conseguir um emprego em qualquer tipo de empresa. Entretanto, no caso das startups, bons currículos e portfólios podem significar coisas diferentes em relação ao mercado tradicional.

A razão disso? Essas pessoas souberam apresentar suas habilidades, experiências e, principalmente, seu objetivo.

Seu currículo, antes de mais nada, merece uma boa curadoria das suas experiências e habilidades. Busque destacar informações básicas e essenciais que mostrem de maneira intuitiva o caminho que você trilhou e aonde você quer chegar. Não deixe que o material fique muito extenso — o ideal é que não passe de duas páginas.

Toda informação colocada no seu currículo deve ser verdadeira, desde a grafia correta do nome das empresas em que você trabalhou ou estagiou até os resultados que alcançou ao atuar nelas. Não tente apontar nada que não esteja de acordo com a realidade, afinal, você quer estabelecer uma imagem confiável desde o princípio.

É claro que você não vai se candidatar a apenas uma vaga. Em meio a suas pesquisas, certamente haverá oportunidades diversas e nem sempre a descrição de uma vaga é igual à de outra.

Você vai querer que seu currículo esteja adequado a cada vaga a qual você vai se candidatar, por isso, sempre adapte o seu currículo de acordo com o cargo e empresa. Não fazer isso pode levar você a enviar informações incompletas que podem fazê-lo perder a chance de participar de um processo seletivo.

Para muitas vagas em startups é necessário que você apresente também um portfólio de produções autorais, e ele precisa ser feito da maneira ideal. Coloque no seu portfólio a nata das suas produções, sempre seguindo a mesma premissa de que vagas diferentes podem buscar perfis profissionais diferentes.

Entender o que é valorizado pelas startups

Independência

Busque cursos gratuitos online, workshops, certificações. Ponha seus conhecimentos em prática e faça de seus resultados reais um diferencial a ser apontado numa entrevista.

Pesquise diariamente e conheça o básico sobre todas as etapas que envolvem a área de atuação na qual você pretende trabalhar. Isso fará de você um profissional que, mesmo atuando em uma empresa em crescimento com número ainda reduzido de funcionários, é capaz de superar pequenos obstáculos sem precisar da ajuda de terceiros, otimizando os processos da empresa.

Inovação

Mantenha-se atualizado e exercite sua criatividade em cima dos conhecimentos adquiridos em seus estudos autônomos. Leve sempre em conta o contexto em que a empresa está inserida e em qual etapa de desenvolvimento de startup ela se encontra, para que, caso você consiga a vaga, seja um colaborador ativo e com diferencial.

Ao propor novas soluções para um problema, tenha em mente que nem todos vão acreditar no sucesso da sua proposta, mas é isso que a tornará inovadora.

Capacidade comunicativa

Não hesite em compartilhar ideias, conhecimento e dicas com colegas. Busque interagir com eles também. Muitas startups promovem workshops internos dados por seus próprios funcionários. Quem sabe você não se destaca por um conhecimento ou habilidade e possa até mesmo começar a construir uma imagem em cima disso?

Postura prática

A todo momento surgirão problemas a serem resolvidos. Isso será parte do seu dia a dia e resolvê-los se tornará a sua rotina. Para isso, você precisará ter em mente que muitas vezes fazer algo funcionar não significará fazê-lo da maneira ideal, e para uma startup isso é essencial.

Saber o que esperar desse tipo de trabalho

Ambiente

Já deu para perceber que, numa startup, tudo é rápido. Não se preocupe: esse ritmo, muito semelhante ao ritmo de jovens como você, facilita sua adaptação. Esse tipo de empresa costuma ter um ambiente jovem, com um clima ideal para quem está buscando aprendizado e crescimento individual e coletivo ao mesmo tempo.

Comportamento dos profissionais

Nesse tipo de ambiente, não deve existir egoísmo e competição entre os funcionários. Eles são uma equipe que, unida, visa ao aprimoramento de seu setor e da proposta da empresa como um todo. Tudo é feito por meio da colaboração constante.

Intensidade de trabalho

Assim como em qualquer empresa, você terá metas a serem cumpridas, mas elas não são suas inimigas. Em startups, os indicadores por meio dos quais você é medido são oportunidades para que você cresça. Procure saber quais empresas são mais voltadas para essas métricas em relação a outras e analise em qual delas você poderia se sair melhor em momentos de maior pressão.

Você precisará ser bastante produtivo e até mesmo desenvolver técnicas para garantir isso, se necessário. Realizar tarefas múltiplas de maneira organizada enquanto lida com interrupções será seu desafio inicial e sua futura rotina.

Carreira

As startups são muito dinâmicas e precisam de profissionais que se encaixem nesse perfil. Numa empresa tradicional, você teria que esperar por muitos anos para construir sua carreira. Já as startups promovem oportunidades para que você mostre o seu valor e aprimore seus conhecimentos de maneira muito mais rápida.

Além disso, seu caminho dentro da empresa não precisa, de maneira alguma, ser linear. Se você se destacar, é possível até mesmo se tornar o head de um novo departamento ao longo do crescimento da empresa.

Agora que você já aprendeu as melhores práticas para alcançar o seu objetivo de trabalhar em startup, que tal aprofundar seus conhecimentos [criando sua startup enxuta com base nos conceitos de Lean](https://www.alura.com.br/curso-online-lean)? 😉

 

FIQUE POR DENTRO

Próximo ArtigoEntenda, de fato, o que é o design thinking?