A trajetória do nosso aluno Fabiano Dolzanes como desenvolvedor

Você é daqueles(as) que está sempre pensando com a tão sonhada oportunidade de emprego na área? Se prepare que hoje temos algumas dicas que podem ser úteis para sua carreira.

O nosso aluno Fabiano Dolzanes, compartilhou conosco um pouco da sua experiência durante os seus estudos até o momento em que conseguiu a sua primeira oportunidade como desenvolvedor!

Ficou interessado em saber mais sobre a trajetória dele como: dificuldades, desafios e estudos? Então não perca tempo e veja como foi:

Olá, Sou Fabiano Dolzanes, tenho 27 anos. Moro em Manaus, terra dos barés. Sou Desenvolvedor de Software no INPA. Tenho hobbies como assistir séries no Netflix, jogar futebol e fazer churrasco com os amigos e ouvir música.

Faço Ciência da Computação com previsão de formação no final de 2018. Embarquei na Informática em 2011, fazendo um curso técnico, mas só em 2014 cresceu essa paixão por programação.

Sou um cara que surpreendo muito as pessoas e até a mim mesmo. Lembro quando era lavador de carro e entregava pizza. Cheguei onde nem imaginava estar, com pouca expectativa de vida.

Hoje, estou muito feliz, escrevendo esse depoimento muito emocionado. Ainda tem uma caminha longa para realizar os meus sonhos.

Agradeço a Deus e a minha Família.

Obrigado a Alura pela essa linda iniciativa em ensinar programação.

O que você estudou durante o tempo que começou seus estudos na Alura?

Busquei aprender um pouco de tudo, percebi que o mercado esta procurando profissionais que domina várias áreas.

Então estudei pela Alura, Front-End: HTML, CSS, JavaScript, JQuery, Bootstrap, Gulp e muito back-end: Ruby on Rails, PHP e seus frameworks como Cake e Laravel.

E aproveitei para reforçar um pouco do meu conhecimento que já tinha com Android, fazendo a Academia Android.

Quero estudar mais, quero ser um Full-Stack Developer.

Como estudou? Aplicou alguma técnica?

Sempre tive essa qualidade de estudar e aprender sozinho, ser “auto-didata”. Mas é claro que às vezes, vem às dificuldades, então buscamos recursos que pode nós ajudar e esse recurso foi a Alura.

Sobre técnicas, assistia o professor aplicando o código, eu copiava o código, depois tentava fazer só, para ter o melhor entendimento como funcionava e executava o programa, repetindo diversas vezes.

Não tem para onde correr, você aprende a programar… Programando.

Como você conseguiu a sua oportunidade como desenvolvedor?

Foi difícil para conseguir uma vaga como desenvolvedor, ainda mais quando você esta fazendo faculdade. Enviei currículos para diversas empresas e cheguei a participar de alguns processos seletivos, que acabava não sendo selecionado por conta de não ser graduado.

Enviei meu CV por e-mail, através de uma postagem no Facebook. No mesmo dia, fui chamado para uma entrevista. O gerente de desenvolvimento me entrevistou. Que buscava um profissional que gostasse de programar, que estivesse em constante aprendizado.

Conversamos sobre novas tecnologias, falei das minhas experiências que tive como estagiário desenvolvedor na Sony e ele ficou impressionado.

Também disse que eu gostava de acompanhar eventos internacionais, que no momento estava rolando o Google IO na Califórnia e eu fiz um breve resumo do que estava acontecendo e as novidades que a Google estava lançando no evento. Naquele momento, sabia que iria conseguir a vaga e eu estava muito confiante.

E hoje estou aqui como Desenvolvedor de Software no Projeto LBA do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia – INPA.

Tem alguma dica para quem ainda está buscando entrar no mercado?

Para quem não tem experiência profissional, nunca trabalhou como desenvolvedor, sabemos como é difícil entrar no mercado de trabalho e eu sofri com isso.

Recomendo que tenha conta no Linkedin, no Github, participe de comunidades de desenvolvimento para conhecer outros profissionais e fazer “networking”.

Crie um site pessoal e faça portfolios com aquilo que você aprendeu: sites, blogs, apps, jogos – isso facilita na entrevista e você pode mostrar ao recrutador o que você desenvolveu –

Lembrando que vai ter outros candidatos como você buscando aquela sonhada vaga e com isso você pode se destacar na entrevista.

Um outro ponto que vale considerar: Aprenda Inglês, é muito importante.

Teve algum curso da Alura que foi essencial/diferencial?

Para mim, sempre vai ser o diferencial se eu conhecer mais uma tecnologia. Todos os cursos que eu fiz são importantes para o meu desenvolvimento profissional.

Mas o diferencial no momento é Ruby on Rails (RoR). Tenho um carinho enorme com essa linguagem. Foi através do RoR que consegui a vaga de emprego. Quero me dedicar e aprender mais com essa linguagem.

O que achou da história do Fabiano? Bacana, né? Aproveite e deixe o seu comentário 🙂

Quer compartilhar também a sua história conosco? Então entre em contato com a gente por meio do e-mail contato@alura.com.br.

(Última atualização em: 26 de julho de 2017)

Content Editor at Alura and Software Developer

  • Parabéns Fabiano, seu depoimento me faz continuar persistindo. Estudo na Alura com foco na Carreira Front-end buscando vagas na área. Já pensei várias vezes em desistir, mas histórias como a sua mostram que vale a pena continuar tentando. Sucesso sempre!

  • Rafael

    Parabéns Fabiano, um conterrâneo novo no mercado, estou tentando seguir o mesmo caminho que você. Se tiver rolando aquela vaga, divulga pros manauaras com pouca experiência também hahaha.
    valeu, boa sorte!

  • Muito legal a historia dele. Estou a 8 anos no mercado trabalhando com .Net e a didática da Alura, na maioria das vezes me ajuda muito a aprender novas tecnologias. Mas é incrível ver que o impacto que essa metodologia de ensino na vida das pessoas que estão começando na área. Muito sucesso ao Fabiano!

Próximo ArtigoDescubra qual a importância da tipografia para o design!