Saiba como o uso de templates pode agilizar seu trabalho

Se você leu o título deste texto e se interessou pelo assunto, atenção: este conteúdo não pretende ensinar como aproveitar templates feitos por outras pessoas como se fossem seus. A proposta deste material é mostrar como o uso de templates pode agilizar seu trabalho, mas de forma ética e de acordo com as boas práticas da área.

Achamos importante chamar a atenção para esse ponto logo no primeiro parágrafo do texto porque, como deve ser de seu conhecimento, existem muitos profissionais no mercado que não se preocupam com a autenticidade e transparência em seus processos de trabalho. Por isso, antes de usar um template para tornar o seu trabalho mais ágil, lembre-se de:

  • Dar créditos ao criador original do trabalho;
  • Registrar que o material foi modificado com base no template original feito por tal empresa;
  • Informar ao cliente que você está usando um template que não é exclusivo;
  • Comunicar que a criação de um template exclusivo demoraria muito mais tempo e custaria bem mais que usar um pronto.

Depois das ressalvas feitas acima, é hora de saber como agilizar seu trabalho com o uso de templates e se destacar na carreira.

Use templates free

Existem alguns sites no mercado que trabalham com templates free e não há nenhum problema em usá-los. Você pode aproveitá-los para fazer sites, lojas virtuais, apresentações ou outro material necessário. A única questão é deixar isso claro para o cliente no momento de enviar o orçamento. Os valores e o tempo de produção de um template exclusivo são muito diferentes de um free ou de um que foi apenas modificado.

Em função da diferença de valores e também da falta de cultura de valorização desse tipo de trabalho, muitos clientes vão optar pelo menor custo. O importante é que o cliente esteja pagando apenas pelo trabalho que você desenvolveu e que isso seja devidamente informado.

Compre templates prontos

Além de usar os modelos free, você também pode optar por alguns modelos com licença fechada. A vantagem em relação à primeira opção é que como são pagos, as chances de existirem outros sites ou materiais parecidos são reduzidas — apesar de existirem. Por isso, a regra é sempre a mesma: informe ao seu cliente que você está usando um template pago que permitirá que você faça algumas customizações. Dê os devidos créditos conforme já explicamos.

Quando for mostrar a proposta ao cliente, é interessante até que você mostre o original e como o dele vai ficar com as modificações propostas. É importante que fique claro que você não vai partir do zero para fazer o material dele.

Aproveite outros templates feitos por você

É possível também aproveitar os templates feitos por você. Claro que é preciso observar uma série de detalhes, como o segmento das empresas, os objetivos de cada uma, as ferramentas que cada instituição pretende usar, dentre outros aspectos. Quando você avalia esses pontos, consegue perceber se o material pode ou não ser adaptado.

O essencial é esclarecer esse uso para o cliente. Diga que você desenvolveu uma solução para um cliente de outro segmento e que pode fazer modificações para que o material atenda às necessidades dele. Mostre o original e fale sobre como o material vai atender ao que ele precisa. Aceitar ou não fica a cargo do cliente.

Crie templates neutros

Você também pode criar os seus próprios templates pensando nas customizações futuras. Dessa forma, você cria uma estrutura mais básica, com cores neutras e funcionalidades que possam ser facilmente adaptáveis e a deixa como coringa em casos de necessidade. Verifique as principais demandas que você recebe e crie modelos com base nelas.

Quando você mesmo cria as suas opções de templates, fica mais fácil oferecer e defender o seu trabalho junto aos clientes. Mas lembre-se, você terá que dedicar algum tempo na criação desse material prévio para que seja possível, mais à frente, ter mais agilidade no trabalho. Aproveite os tempos livres e épocas que você não tenha tantas demandas para realizar a tarefa.

Mesmo com templates, seja original

Alguns profissionais que usam templates prontos se desobrigam totalmente da originalidade quando não criam um material do zero. Isso é um erro, principalmente para as pessoas que vivem do que criam. Mesmo tendo um material pronto como base, sempre é possível dar o seu toque e deixar o trabalho com a sua marca pessoal, além de adaptá-lo ao jeitinho do cliente. Nunca se esqueça disso, aquilo que você agregar de valor a uma peça pronta vai dizer muito sobre a sua forma de trabalhar.

É importante lembrar que, se fosse para o cliente fazer algo que já existe, ele não o contrataria, e faria por conta própria. Para agilizar o trabalho você pode partir de um template pronto, mas precisa otimizá-lo de forma que o cliente sinta que o trabalho foi feito exclusivamente para ele, mesmo que você já tenha informado que a peça não é exclusiva.

Esteja atento às tendências

Muitas vezes, você poderá recorrer a templates prontos para agilizar o seu trabalho, desde que não os venda como algo original. O importante é não deixar de observar as tendências do mercado a todo momento. Desde um pantone até uma linguagem de programação que está sendo mais requisitada — observe tudo e saiba exatamente quem entregará a você o que o mercado está pedindo.

As soluções voltadas para o mercado mobile estão em alta e as opções de smartphones disponíveis aumentam a cada dia. É importante saber com precisão se os templates disponíveis irão atender às necessidades dos clientes e se as customizações são possíveis de acordo com a tecnologia oferecida por ele. Em algumas situações, a opção de desenvolver uma solução própria pode ser mais fácil e rápida do que se imagina. Avalie sempre, as mudanças acontecem muito rapidamente.

Viu como os templates podem agilizar o seu trabalho de forma ética e original? Entre em contato com a Alura e conheça soluções voltadas para formação e capacitação que podem ajudá-lo a se destacar na carreira.

 

(Última atualização em: 3 de maio de 2017)

  • Marcos

    Boa noite Lucas,

    De que forma posso dar os devidos créditos a um template? Uso em alguma parte no visual mesmo? Ou por baixo dos panos?

Próximo ArtigoSaiba quais são as carreiras possíveis na área de animação 3D