UI Designer: quais são as particularidades deste profissional?

Eu não sei se você já parou para pensar, mas os últimos períodos da faculdade de Design podem parecer uma véspera de vestibular outra vez. Hoje em dia, a área tem tantas especializações diferentes que até o melhor aluno fica na dúvida sobre qual seguir após se formar.

Para ajudá-lo, hoje vamos apresentar uma classe de profissionais muito valorizada, que vem de uma categoria do Design cada vez mais importante no mercado: o UI Designer, também chamado por aí de Visual Designer.

Você com certeza já ouviu falar, mas sabe se é uma boa para você? Deixa que a gente explica!

O que faz um UI Designer?

UI é a sigla em inglês para User Interface (Interface de Usuário). Portanto, o UI Designer é o responsável por criar e desenvolver estes elementos gráficos. No Brasil, também é conhecido como designer de interface.

Um pouco de história

Desde o lançamento do Apple Macintosh e do Microsoft Windows, no meio da década de 80, as interfaces gráficas se popularizaram até se tornarem parte de nossas vidas — você tem uma tela no bolso, uma na sala e aposto que umas cinco no quarto!

Uma interface gráfica é a intermediária visual entre humano e máquina. É a tela de carregamento pedindo para você esperar, o botão vermelho para você clicar apenas se tiver certeza ou as informações do banco que você tem que entender sem misturar as coisas.

Primeiro para computadores pessoais, depois para smartphones, vídeo-games e agora para realidade virtual, a demanda por interfaces deixou de ser apenas uma praticidade para se tornar indispensável no mercado.

Onde o UI Designer entra

Imagine um botão de aceitar na cor vermelha ou um ícone de X para fazer login. Esses são desastres prontos para acontecer!

A principal tarefa de um UI Designer é desenhar uma interface de forma que ela seja clara, objetiva e principalmente intuitiva para o usuário.

O papel dele é conhecer padrões de uso da sociedade e costumes subjetivos para tornar o uso de um aparelho eletrônico tão natural que o usuário nem precise pensar.

Familiaridade: essa é a palavra-chave para um UI Designer. Pense em como o iOS e o Android têm padrões de interface muito parecidos. Apple e Google não fazem isso por quererem se copiar, mas porque esse padrão se mostrou o mais familiar e natural para usuários no mundo inteiro.

Qual a diferença entre UI Designer e UX Designer?

Você já deve ter ouvido os dois termos, mas pode ter dúvidas sobre a diferença entre Interface de Usuário e Experiência de Usuário. Não se preocupe: é realmente confuso, até mesmo porque uma área geralmente não funciona sem a outra.

O profissional de UX deve se preocupar com a experiência de uso de uma interface — a forma como ela guia o usuário, como ele se sente utilizando aquele sistema. Já o UI Designer é responsável pela forma como a interface é apresentada. Ele deve se preocupar com as informações para que o usuário não se perca, a disposição dos elementos, cores e tudo que for necessário para que o usuário saiba exatamente onde clicar para continuar seu fluxo de experiência.

Sendo um pouco mais romântico com o design, o profissional de UX propõe o sentimento que ele quer passar em uma poesia, enquanto o UI Designer cria a língua para que ela seja lida. Interessante, não?

Qual é a função do UI Designer dentro de uma empresa?

Certo, você entendeu o que é o Design de Interfaces e já está pronto para subir nesse barco. Mas o que você vai encontrar no mercado? Como vai ser seu trabalho no dia a dia? É hora de responder a essas perguntas:

O papel que você vai desempenhar

O UI Designer pode trabalhar em várias áreas no mercado. A mais tradicional delas, claro, é fazer parte de estúdios e equipes de design que prestam serviços de elaboração e produção de interfaces para outras empresas.

Hoje, existem estúdios de design especializados em interfaces para web ou mobile que estão sempre em busca de profissionais capacitados e criativos.

A grande vantagem de trabalhar nesses lugares é a quantidade de projetos diferentes com os quais você terá contato, além de participar de um ambiente focado em inovação.

Mas também é possível ser UI Designer em setores de TI de empresas maiores, com grande demanda para seus sites, softwares internos e produtos para o público.

Fazer parte do time de empresas desse porte é um grande desafio, mas é também recompensador pelo aprendizado que o profissional tem em várias áreas além do design.

Os softwares que você vai usar

Bom, você já deve estar usando a maioria deles. Photoshop, Illustrator ou Sketch são todos programas que você já está acostumado e deve continuar usando para criar interfaces.

Mas para o desenvolvimento da UI, além da parte gráfica existe a organização da informação, importantíssima para não frustrar seu usuário. Se você já está cogitando ser um UI Designer, temos duas sugestões a mais para você:

Balsamiq

O Balsamiq é um software simples para criação de mockups. Ele conta com diversos elementos de interface prontos que você arrasta e adiciona no seu projeto. É perfeito para organizar toda a UI rapidamente e testar posições e tamanhos sem desperdiçar tempo na produção.

Adobe XD

O Adobe Experience Design, apesar de o nome indicar uma vocação mais para UX, é bastante útil para o UI Designer. O programa ainda está em versão beta, mas já conta com várias ferramentas simples para não só criar os elementos visuais como testá-los em forma de protótipo.

Como está o mercado para o UI Designer?

Tudo bem, captamos seu interesse, mas vamos falar de valores agora? Hoje, o salário de um UI Designer varia entre 2500 e 4000 reais, mas você pode ser muito mais valorizado dependendo da sua capacidade. Algumas vagas pedem como diferencial conhecimentos básicos de front-end para conseguir conversar tecnicamente com o time, por exemplo.

Como as interfaces se tornaram dominantes, ela se torna cada vez mais um fator de venda. Hoje elas estão nos carros, nos displays, nos supermercados, e, com o avanço da Internet das Coisas, a procura por designers de interface só tende a aumentar.

Portanto, pense na importância que essa profissão terá no futuro. O UI Designer é essencial hoje e será ainda mais valorizado nos próximos anos. Escolher esta especialização significa trabalhar em projetos instigantes, desafiadores e inovadores — uma ligação direta entre tecnologia e humanidade.

E aí, gostou da área? Tem mais alguma dúvida? É só ir nos comentários logo abaixo e deixar a sua mensagem!

Fique por dentro

(Última atualização em: 27 de abril de 2017)

Bacharel em Design Digital, atua na área de web há cerca de cinco anos. Já trabalhou também com animação e edição de vídeo. Atualmente desenvolve e ensina front end e UX Design na Caelum. Ama tecnologia, front end, design, jogos e coisas revolucionárias.

  • Olá Gabriel
    Você acredita que depois de alguns anos a carreira de desenvolvedor backend não existirá mais, o desenvolvedor backend de hoje, deverá se especializar no front para continuar na carreira de desenvolvimento?

    • Natan Souza

      Hiran, acho que vc comentou em outro post. 🙂

      E só dando pano pra manga, eu acho que no futuro do futuro do futuro, tudo será automatizado, nossas profissões hoje serão reformuladas de alguma forma.

      Abcs!

Próximo ArtigoQual é a diferença entre HTTP e HTTPS?