Visualizando dados em 2d e 3d com cores por categoria em Python

(Last Updated On: 4 de setembro de 2018)

Na Alura, alunos fazem diversos cursos de diversas categorias. Queremos visualizar isso. Pense por exemplo um aluno que faz 5 cursos de programação e 2 de design pode ser representado como (5,2) enquanto uma aluna que fez 10 de design e 1 de programação como (1,10). Portanto se tenho duas dimensões (programação e design) os estudantes caem num plano em R^2 (estritamente positivo) que pode ser facilmente plotado.

Pensando em estudantes que fazem muitos ou poucos cursos, podemos gerar uma quantidade (1000) aleatórias de cursos que eles fazem em Python:


import numpy as np
import pandas as pd

ALUNOS = 1000

def poucos_cursos():
    return (np.random.randn(ALUNOS) + 3).astype(int)

def muitos_cursos():
    return (3 * np.random.randn(ALUNOS) + 20).astype(int)

E imprimir dois exemplo de muitos cursos feitos e poucos cursos feitos:


print("Exemplo de muitos cursos ", muitos_cursos()[:5])
print("Exemplo de poucos cursos ", poucos_cursos()[:5])

Com a saída:


Exemplo de muitos cursos  [21 19 21 20 15]
Exemplo de poucos cursos  [4 3 1 3 4]

Ótimo, somos capazes de criar agora um conjunto de dados de alunos que fazem muitos cursos de programação e poucos de design, por exemplo:


def gera_alunos(programacao, design):
    linhas = np.array([programacao, design]).T
    alunos = pd.DataFrame(linhas, columns=["programacao", "design"])
    return alunos

gera_alunos(muitos_cursos(), poucos_cursos())

Tendo como exemplo de resultado:


    programacao     design
0   18              2
1   17              2
2   16              4
3   21              3
4   19              3

Ótimo, somos capazes então de criarmos um conjunto de dados aleatório de alunos e alunas que fizeram mais programação e mais design:


programacao = gera_alunos(muitos_cursos(), poucos_cursos())
design = gera_alunos(poucos_cursos(), muitos_cursos())

alunos = programacao.append(design, sort=False)

Agora podemos usar a biblioteca seaborn para plotar os alunos:


import seaborn as sns
sns.scatterplot(x="programacao", y="design", data=alunos)

Vamos colocar mais uma dimensão, cursos de mobile:


def gera_alunos(programacao, design, mobile):
    linhas = np.array([programacao, design, mobile]).T
    alunos = pd.DataFrame(linhas, columns=["programacao", "design", "mobile"])
    return alunos

programacao = gera_alunos(muitos_cursos(), poucos_cursos(), poucos_cursos())
design = gera_alunos(poucos_cursos(), muitos_cursos(), poucos_cursos())
mobile = gera_alunos(poucos_cursos(), poucos_cursos(), muitos_cursos())

alunos = programacao.append(design, sort=False).append(mobile, sort=False).fillna(0)
sns.scatterplot(x="programacao", y="design", data=alunos)

Curioso que mesmo com os dados em 3 dimensões (R^3), o gráfico permite visualizarmos os 3 grupos de alunos de maneira clara. Isso pois o grupo de mobile foi gerado intencionalmente com um número baixo de cursos de programação e design.

É comum em situações como essa desejarmos colorir cada ponto de acordo com uma característica ou categoria. Vamos definir uma categoria (texto) para cada ponto:


def gera_alunos(categoria, programacao, design, mobile):
    linhas = np.array([programacao, design, mobile]).T
    alunos = pd.DataFrame(linhas, columns=["programacao", "design", "mobile"])
    alunos['categoria'] = categoria
    return alunos

gera_alunos('programacao', muitos_cursos(), poucos_cursos(), poucos_cursos())[:5]

Que resulta em uma coluna nova chamada categoria, indicando o que escolhemos para esse grupo:


   programacao  design  mobile    categoria
0           18       3       2  programacao
1           18       2       2  programacao
2           15       2       2  programacao
3           22       1       3  programacao
4           19       3       2  programacao

Ótimo, mas o código está bastante repetitivo, que tal deixarmos valores padrão de poucos cursos para todos os cursos que não passarmos?


def gera_alunos(categoria, programacao=poucos_cursos(), design=poucos_cursos(), mobile=poucos_cursos()):
    linhas = np.array([programacao, design, mobile]).T
    alunos = pd.DataFrame(linhas, columns=["programacao", "design", "mobile"])
    alunos['categoria'] = categoria
    return alunos

Pronto, vamos indicar no plot que queremos o tom de cor (hue) de acordo com a coluna categoria:


programacao = gera_alunos('programacao',programacao=muitos_cursos())
design = gera_alunos('design',design=muitos_cursos())
mobile = gera_alunos('mobile',mobile=muitos_cursos())

alunos = programacao.append(design, sort=False).append(mobile, sort=False)
sns.scatterplot(x="programacao", y="design", hue="categoria", data=alunos)

sns.scatterplot(x="programacao", y="design", hue="categoria", data=alunos)

E para plotar esse gráfico em 3d? Podemos usar a própria biblioteca do matplotlib para isso:


from mpl_toolkits.mplot3d import Axes3D
import matplotlib.pyplot as plt

fig = plt.figure()
ax = fig.add_subplot(111, projection='3d')
ax.scatter(alunos.programacao, alunos.design, alunos.mobile, c=alunos.categoria)

Mas isso não funciona. O seaborn já é inteligente e percebe que passamos uma variável categórica (no nosso caso, uma coluna com strings distintas agrupáveis) para determinar a cor. O scatter do matplotlib é mais baixo nível e requer, nessa situação, strings que condizam com cores reais, e não categorias. Uma maneira de fazer isso é mapearmos cada categoria para uma cor com um dicionário:


cores = {'programacao':'red', 'mobile':'blue', 'design':'green'}

E agora usarmos uma lambda para mapearmos a coluna categoria pra a cor:


fig = plt.figure()
ax = fig.add_subplot(111, projection='3d')
ax.scatter(alunos.programacao, alunos.design, alunos.mobile, c=alunos.categoria.apply(lambda x: cores[x]))

Você pode encontrar todo o código desse primeiro post no github. Dentre alguns dos cursos existentes de Data Science e Machine Learning na Alura, o plot de dados em diversas dimensões é fundamental para explorar os mesmos.

FIQUE POR DENTRO

Tech Education Leader no Alura

Próximo ArtigoConhecendo as tuplas no Python